Ópera de graça no Municipal

operacurta1

Pela quarta vez, o Teatro Municipal “Celina Lourdes Alves Neves” receberá o programa Ópera Curta, que leva um formato diferenciado de ópera para as cidades do Estado de São Paulo. Neste ano, o espetáculo que será apresentado em Bauru, nesta sexta, 24, às 20h, é “O Barbeiro de Sevilha – ou a História Contada e Cantada da Ópera A Inútil Precaução”.

A Companhia Ópera Curta, que nasceu em 2009, é um programa promovido pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura. Com parceria das Prefeituras Municipais, o programa permite o fomento, a formação e a difusão da cultura, ampliando o acesso a atividades artísticas de excelência, como a ópera.

Mais de 120 mil pessoas já puderam ser contempladas pelo programa e, nessa temporada, o projeto levará apresentações para mais de 30 cidades. Com espetáculos gratuitos, as pessoas que têm pouco ou nenhum acesso à ópera podem ter a oportunidade de apreciar essa arte secular.

Arte de excelência

A ópera é um gênero de teatro que surgiu na Europa Renascentista do século XVI. Todo o texto é cantado com acompanhamento de instrumentos musicais, coro de cantores, atores, bailarinos e figurantes. Os espetáculos são de grande duração e costumam ter mais de quatro horas.

A Cia de Ópera Curta, criada por Rosana Caramaschi e Cleber Papa, em parceria com Luís Gustavo Petri, realiza a criação de espetáculos baseados em óperas famosas e na literatura que lhes deu origem. A série tem a história contada em um tempo reduzido, mas mantendo a linha mestra da ópera original com as principais árias e duetos, legendas em português, cenários, figurinos e iluminação.

“O Barbeiro de Sevilha – ou a História Contada e Cantada da Ópera A Inútil Precaução” é uma ópera-bufa, ou seja, possui maior quantidade de diálogos falados e é repleta de comicidade. O espetáculo é do compositor italiano Gioachino Rossini e é baseado na comédia “Le Barbier de Séville”, do dramaturgo francês Pierre-Augustin Caron de Beaumarchais.

No formato de ópera curta, de cerca de 1 hora e 30 minutos, “O Barbeiro de Sevilla” mantém as características originais da peça de Pierre-Augustin, representada pela primeira vez em 1775, na Comédie Française e da ópera original de Giochino Rossini, estreada no Teatro Argentina em Roma, em 1816.

Serviço:
Local: Teatro Municipal de Bauru
Data: 24 de junho
Horário: 20h
Quanto: entrada franca 🙂

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s